A terra gira, o tempo não pára, mas com uns Manolo Blahnik tudo é mais fácil...

segunda-feira, 21 de Abril de 2014

O que se faz por um filho benfiquista... ( suspiro)


O Luís é sportinguista. O Gonçalo é sportinguista. Eu sou sportinguista e já o meu pai era também.
Quanto ao Miguel...desde que nos confessou, ainda pequenino, que não queria ser como o Liedson, mas sim como o Di Maria, assumiu-se benfiquista fiel.

E hoje, nós solidários com o vencedor, fomos até ao centro da cidade de Leiria para que ele comemorasse a vitória de cachecol em riste. No entanto, primeiro ele teve de prometer: para o ano ele irá connosco comemorar a vitória do Sporting!





sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Madrid me encanta...

Nestes dias queríamos  estar os quatro, nem importava muito onde. Na noite antes de irmos resolvemos reservar hotel em Madrid e ir estrada fora. Não nos arrependemos da escolha do destino.
Em Madrid tínhamos o sol à nossa espera e o hotel também se revelou uma boa opção: a cinquenta metros de uma estação do metro e da cadeia que gostamos porque até aos dezasseis anos os miúdos não pagam nada (e faz a diferença no orçamento).

Foram três dias sem muitas correrias...ao nosso ritmo, portanto. Selecionámos apenas um museu: o da Rainha Sofia, escolhemos o Parque Del Retiro e os Jardins Sabatini para descansar, fomos ao Palácio Real  à Estação de Atocha, ao estádio Santiago Bernabeu (Miguel, verdadeiro Madridista em delírio) e andámos muuuuuito pelas monumentais ruas e avenidas de Madrid.

Poderíamos ter visitado mais locais, mas gostámos de andar com calma...a saborear momentos e a torná-los inesquecíveis.

























quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Tatuagem...

Heart´
Já gostei muito. Já detestei. Já estive quase a fazer. Já gostei mais ou menos.

Agora ando outra vez a pesquisar... Acho que é em 2014 que faço a minha primeira tatuagem...Aos quarenta e quatro anos parece-me muito bem!




terça-feira, 15 de Abril de 2014

Indo eu, indo eu...

Viseu é a minha segunda cidade: onde estudei, onde mora a família do Luís e onde temos muitos (e bons) amigos.  É uma cidade linda, cuidada, segura e onde a história está sempre à espreita. No fim-de semana, como o Gonçalo andava a descobrir Mafra, levamos connosco a minha sobrinha e percorremos a cidade para lhe mostrar o charme da Rua Formosa e da Rua Direita, a Cava de Viriato, a Praça D. Duarte e o Largo da Sé, o Funicular (gratuito), o Parque da Cidade, os pavões da Mata do Fontelo e tantos outros recantos...


Nas Escadinhas que ligam a Av. Alberto Sampaio à Rua Cândido dos Reis

Parque da Cidade - o lago tem peixinhos e há uma zona de brincadeiras

Rua Direita

Rua Direita

Zona à beira do rio Pavia (perto do Fórum Viseu)

O Funicular liga a zona da Sé à parte mais baixa da cidade

Mata do Fontelo

Zona da Sé- parte lateral

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Maquilhagem SOS

1

2
 

 3


Em dias de preguiça ou quando a pressa é muita, há dois produtos que me ajudam a ficar com uma cara menos macilenta: blush e batom.

Desde que tenho este blush (eu uso a tonalidade Peach) do Boticário nunca mais usei outro (durabilidade ótima e uma cor que nos ilumina).
Quanto ao batom, não o uso sempre, mas apenas quando sinto que preciso de mais cor. A primeira vez que o experimentei, fiquei com receio por ser uma cor mais forte do que costumo usar, mas comecei por esbater a cor para me ir habituando e resultou.

Eu sei que não sou uma expert em maquilhagem, mas acreditem que sei bem o poder que a maquilhagem tem!

sábado, 5 de Abril de 2014

Branco

Imagem 2 de QUIMONO CROPPED da Zara
Imagem 5 de QUIMONO CROPPED da Zara
Imagem 6 de QUIMONO CROPPED da Zara

Ando com saudades de branco. E ando também há muito tempo à procura da blusa/ camisa branca. Será esta? Vamos ver como se sai na prova ao vivo...

quinta-feira, 3 de Abril de 2014

Nos braços do meu amor...

Pinterest
O Luís chegou hoje. E hoje vou dormir serena e em paz nos braços do meu amor.

( Eu sei que a maior parte das pessoas põe pensamentos com bolinha vermelha quando sabe que o Luís chega, mas quanto a isso fecho-me em copas. O que vos digo é que a maior parte dos casais não dá o devido valor ao dormir bem juntinhos. Porque estão habituados, talvez. Mas é das coisas que mais tenho saudades...)

quarta-feira, 2 de Abril de 2014

Aceitar a tristeza...

Magdalena Lubiecka

Não há um ser feliz para sempre. Não se é feliz todos os dias. E por mais que tentemos encarar todos os dias com um sorriso no rosto, nem sempre é assim tão possível.

Hoje, dia das mentiras, soube que o meu tio Fernando, sessenta e dois anos de vida cheia, sorriso traquina, homem positivo e dado às alegrias da vida, partiu. Irmão mais novo do meu pai, junta-se a ele passado pouco mais de três meses. Tão imprevisível e fugaz é a vida...

Queria dedicar-lhe palavras bonitas como ele merece, queria escrever aqui uma homenagem lindíssima para ele, mas não consigo mais do que isto. Há momentos muito tristes e este é um deles: ele adoecer durante umas férias, ficar internado, partir, os meus primos a sofrer por cá e a irem até ao outro lado do mundo para o ir buscar. Gostaria de encontrar palavras mais reconfortantes para dizer aos meus primos, aos frágeis tios que ficam, mas não as encontro. Há momentos em que só sabemos ficar tristes. Avançamos para o nosso dia, trabalhamos, forçamos sorrisos, mas estamos tristes.

Há momentos muito tristes na nossa vida e, às vezes, é preciso aceita-los simplesmente. Para depois prosseguir.





sábado, 29 de Março de 2014

We are Happy!


Para aproveitar o lindo dia de hoje, participámos ( infelizmente só um bocadinho porque tínhamos compromissos)  na gravação do vídeo We Are Happy from Leiria.

Gosto da ideia e penso que  pessoas que organizam estas iniciativas devem ser apoiadas. Nós adorámos andar no Mercado santana a sorrir ao som da música de Pharrell Williams!

E assim, pouco a pouco, vou fazendo as pazes com a minha cidade!

quinta-feira, 27 de Março de 2014

Vamos ajudar a Tânia?

A Tânia é uma miúda leiriense talentosa que tem a concurso duas t-shirts, a propósito do 20º aniversário da Salsa.

A Salsa vai comercializar as dez mais votadas. Quem quiser ajudar a Tânia é só votar nos links:

http://www.salsastore.com/pt/index.php?id=782&idp=507
http://www.salsastore.com/pt/index.php?id=782&idp=505



terça-feira, 25 de Março de 2014

Uma família com esperança #10

Never let your fear decide your fate

A semana que passou foi uma semana de muitas decisões. O contrato do Luís terminava em junho e a incerteza pairava. Ambos andámos meio perdidos: aguentávamos mais tempo separados ou dávamos por terminado este ciclo?

Depois de horas de conversa sem fim, decidimos que o Luís ficará pelo menos mais um ano. Eu e os miúdos vamos passar as férias do verão com ele, conhecer o país, onde ele mora e depois...depois logo se verá. Já aprendemos que não vale a pena fazer planos a longo prazo, o que tem também uma vantagem: aqui ninguém se queixa de monotonia!

Para já, a primeira etapa é tratar de passaportes, vistos e afins. Ainda me custa um bocadinho a acreditar que vamos mesmo passar o verão com ele, mas apesar de o meu estômago andar um bocadinho às voltas (e se os pequenitos ficam doentes e se a viagem não corre bem...o costume...), sinto que é muito importante para o Luís que a sua família conheça a sua casa e os amigos de lá. E essa é uma razão mais do que suficiente.

E agora outra novidade boa: o Luís chega na próxima semana, quinze dias antes do previsto! Yeah!!!!

segunda-feira, 24 de Março de 2014

Boas parcerias...


Para começar bem esta semana que se afigura um bocadinho cinzenta, fui ao Boticário conhecer as novidades. Eu gosto mesmo desta parceria com o Boticário. Eis as razões:

- Gosto mesmo dos produtos;
- Têm mesmo muita paciência para me explicar tudinho e esclarecer as mil e umas dúvidas que tenho (obrigada Cátia do Boticário do Leiria Shopping);
- Os responsáveis pela parceria tratam-me sempre muito bem e não se importam por eu ser uma blogger que não mora em Lisboa.

Quanto a este último assunto, permitam-me esclarecer...É que por vezes parece que o mundo da blogosfera se centra muito em Lisboa e que o resto é mesmo província. E quanto a parcerias, se não morares perto de Lisboa, torna-se mais difícil. Se calhar estou errada e isto é apenas um sintoma de cotovelite aguda, mas parece-me que é um bocadinho assim...No Boticário, ninguém quis saber onde moro (e só por isto ganharam muitos blogopontos).

Obrigada, blogosfera. Obrigada, Cris!


Thank You to Pieces
" Leio-a há anos, desde que, por acaso, ouvi aquele programa da Comercial ;)

Tenho reparado que tem andado menos "disposta" para estas coisas da blogosfera, um pouquinho menos alegre - mas acredito que seja uma fase. Torço para que "renasça", sim?! ;) "
Cris


Só quem anda nestas coisas da blogosfera entende. Ou isso ou é mesmo um bichinho que se instala e que nos mantém por aqui. A mim, este mundo trouxe-me muito de positivo. Sinto-me menos só e mesmo tendo eu mudado a minha escrita (com muito menos humor, reconheço), a minha maneira de viver, o meu eu...tenho fiéis leitores que nunca me abandonaram.
E eu comovo-me com isso. Sabe-me bem ler cada comentário e nem imaginam a força que daí advém.  Daí que eu tenha mesmo que agradecer:
Obrigada a todos que comentam, que lêem, que me têm acompanhado nesta jornada que é crescer!

domingo, 23 de Março de 2014

Combater o efeito ioiô

Para mim, mais difícil do que emagrecer, foi sempre manter o peso e combater o chamado efeito ioiô ( fica estranho escrito, mas segundo o Ciberdúvidas é mesmo assim). Escrevia eu  que manter o peso é para mim a verdadeira prova.
Chegada que estou ao peso que considero ideal (é o meu peso ideal, o que me sinto bem, não é o que dizem as tabelas), deparo-me agora com a tarefa de não voltar a ganhar o peso que perdi. Para já, tenho conseguido  graças à quantidade astronómica de legumes que como, mas sei que o que me falta é fazer mais exercício físico para compensar eventuais asneiras.
Na quarta-feira passada, fui caminhar e fiz uns minutos de corrida. Muito poucos, confesso. Parece que tenho vergonha de correr, como se não fosse para mim, como se não fosse capaz. Amanhã, vou tentar mais uma vez. Se não conseguir correr muito, caminho. Sei que tenho é de me mexer. 
Sei o que custou perder estes quilos (desde janeiro do ano passado foram doze), sei como me sinto bem agora e SEI que que não os quero voltar a ganhar.  Mas nada está garantido. e eu sei o quão fácil é engordar de novo.



Para me motivar, ficam estas duas fotos que o Gonçalo me tirou hoje. Têm fraca qualidade digital, mas eu gosto delas.  E sei que o outfit deve até estar cheio de erros básicos: as botas cortam-me a altura da perna, a saia é muito "menineira" para uma moça de quase quarenta e quatro anos de idade, a roupa é toda muita escura, mas  eis o que interessa: estas fotos eu não vou apagar por não gostar do meu corpo. E isto, hoje,por si só, me basta.

quarta-feira, 19 de Março de 2014

Dia (difícil) do Pai


Sempre gostei de escrever sobre o meu pai, mas neste momento as saudades apertam tanto que parecem não deixar fluir as palavras. Sinto-lhe muito a falta e o facto de não ter o pai dos meus meninos por perto, neste dia, também não ajuda muito.

Não há muito a fazer, mas há sempre algo que nos ajuda a ultrapassar momentos mais difíceis. Como rever fotografias... Esta que aqui posto é das minhas preferidas: eu a fazer a festa, a minha irmã protetora como sempre e o meu pai com a felicidade estampada no rosto.

A vida é feita de momentos felizes, por isso, quem tem um verdadeiro pai, diga-lhe que não o esquece nunca. É o que eu vou dizer ao meu.

domingo, 16 de Março de 2014

A (minha) cidade






À medida que Leiria vai fazendo as pazes com o Rio Lis, faço eu também as pazes com ela. Sempre tive uma relação estranha com a cidade, talvez porque quem ia estudar para Leiria não era muito bem tratado há trinta anos atrás. 
Mas nota-se que Leiria está cada vez mais voltada para as pessoas e dá-me um especial prazer ir passear com os meus filhos e mostrar-lhes as escolas onde andei, o jardim onde tanto brinquei (enquanto esperávamos pelo autocarro, nos feriados das aulas...).

E dias lindos como o que esteve hoje são mesmo para bem aproveitar!