A lição da Susana...

Para meninas mal comportadas (como eu) que por vezes se esquecem de dar valor a tanto que a vida  dá, deixo este excerto de um post da Susana , escrito em agosto...
Susana linda, cheia de luz, defensora nº1 do poder da maquilhagem, menina grata e sorridente...não te esqueceremos!


"Já pensei muitas vezes porquê eu? Mas já desisti, quando vou aos tratamentos estão lá pessoas da minha idade ou mais novas... E elas certamente se questionam o mesmo e sofrem tal como eu, a minha família e amigos.
Muitas vezes podem achar que pareço forte, pelas imagens do facebook, mas muitas vezes estou no chão... Tento me fazer de forte quando sei que tenho um grande desafio pela frente e nem sei o que vai acontecer. Há dias que desespero por voltar atrás no tempo para viver um dia de ignorância e comer o que queria, atirar -e a uma piscina, fazer a minha vida... Outros dias quero que o tempo ande muito rápido para resolver tudo isto e prosseguir com a minha vida... Mas já percebi que não tenho outra forma do que ter paciência.... Isto irá demorar e eu não posso fazer nada para avançar o tempo...
Escrevo este post para quem o leia aproveite o bem mais preciso, a Saúde. Com saúde podemos fazer tudo e isso é um bem que não tem preço. Eu sempre pedi saúde mas agora vejo -a com outra perspectiva. 
Quero muito viver, voltar a comer os meus pratos favoritos, não ter cólicas que não me deixam dormir, e poder viver...
Por isso, aproveitem o dia de hoje para pensar na fortuna que têm. Então com filhos? Duplamente afortunados. Convidem a família a almoçar, vão beber um café, sentam -se a mesa a contar histórias de família, dêem abraços, beijos, façam o dia valer a pena, pois nunca se sabe o que trára o dia de amanhã..."

Blogosfera de luto

Susanita na Net

Conheci a Susana num evento do Boticário e fomos mantendo ligação pelo Facebook. Era uma mulher de 33 anos que transpirava simpatia, paixão, humildade, alegria Uma blogger que deveria ter tido muitas mais oportunidades para ser conhecida e lida. O Boticário foi, do que conheço, uma das marcas que nunca deixou de a mimar.
Sei que a Susana partiu rodeada de amor, mas não há psicoterapia nem religião/religiões que me façam entender esta espécie de lotaria que é o cancro e que em seis meses faz um sorriso lindo como o dela apagar-se.

O meu blogue fez no passado mês de Janeiro seis anos, mas hoje só consigo pensar na alegria que a blogosfera me deu por ter encontrado a Susana e a Andreia. São os sorrisos delas que quero preservar e não vou esquecer.

Um beijinho grande para os muitos amigos da Susana e para os seus familiares.

Uma família com esperança-update



 Angola continua bela e com paisagens lindíssimas, mas começamos a sentir que é tempo de fechar o ciclo. Tenho cada vez mais vontade que o Luís volte para Portugal e que juntos tentemos recomeçar um ciclo novo, que pode não passar necessariamente pelo nosso país, mas que passe por estarmos juntos fisicamente.
Dois anos e meio passaram e não duvido que nos trouxe muitas coisas boas também ( só pelas duas viagens a Angola e pelo que vivemos lá ficámos tão mais ricos), mas precisamos da nossa normalidade de volta (mais discussões e mais amuos, talvez...).

Para já, aguardamos, serenos e tentando não ouvir muito a comunicação social...

Devagarinho, isto vai...

love, more, and music image


Uma semana que passou a correu com muito trabalho à mistura mas com a boa disposição de holandeses dinamarqueses, uma checa e uma turca que se juntaram na minha escola para a elaboração de um projeto no âmbito do Ersmus+. Ontem, no jantar de despedida é que me apercebi que já não  ria assim há muito tempo. E que bem que soube...

* O moço dinamarquês dizia muito sério que depois destes dias em  Portugal já se encontrava apto para aprender a Dança do Ventre... Com tanta comida boa, do nosso país já levava...o Ventre!

Biker jacket- anos depois encontrei o meu!

Este tipo de casaco já é tendência já algum atempo mas ainda não tinha conseguido encontrar o meu: um que não fosse demasiado volumoso, que não tivesse muitas tachas e que caísse bem num mocinha petite.Ah..e que estivesse dentro do orçamento. 
Agora, quatro anos depois de começar as buscas, e sabendo que vão continuar a usar-se, encontrei o meu biker perfeito: em pele, com bom ar, sem grandes tachas, cintos ou fechos a mais. É este:





À procura das melhores armas

No sábado passado fui ver o Joy com a Jennifer Lawrence. À medida que o tempo passava parece que o filme se ia entranhando. Não é filme de gargalhadas ou choros fáceis, mas para mim é um filme cheio de mensagens que perduram (a relação dela com a avó, os sonhos e as dificuldades, o querer e o acreditar em nós próprios...).
 De certeza que haverá  alguém a chamar a isto filosofia barata, mas eu acredito que alguém "a martelar-nos" a cabeça com frases e exemplos que nos põem para cima, não nos pode fazer mal nenhum. Depois, o passar à ação, depende, entre outros fatores, de nós próprios. Mas levantar a cabeça e acreditar  já é um bom início!





Para dias que virão...

Ainda está frio e não apetece, mas começo a achar graça a esta nova tendência de ombros à mostra. Dizem que nos dias mais quentes não se vai ver outra coisa...
Zara- Nova coleção

Boas ideias -Pet sitter


Para quem mora na zona de Leiria e quer alguém de confiança, é só clicar aqui.

Lição nº 1- aos 45 a aprender a viver

nature, tree, and road image

Já sabemos que a vida é mesmo assim, com altos e baixos, com curvas mais apertadas, com perigos à espreita. Percorrer esta estrada que é a vida assusta por vezes. A mim tem-me assustado mais e já descobri o porquê: é que eu tenho a mania de querer controlar tudo o que está à minha volta e, quando sinto que não o consigo, a ansiedade sobe...

Depois penso que me devo ter em grande conta e quem é que eu me julgo e acalmo-me. Eu sei que não posso controlar a vida, os incidentes, os baixos que a vida oferece... Neste momento, é este o meu trabalho de casa diário... 
Aceitar a vida, respirar fundo e tentar não ser tão controladora... 

E é isto...quem diria que o meu metro e meio de gente poderia albergar uma mente tão complicativa? Mas isto muda, vai dar trabalho, mas terá de mudar. Não faz sentido viver com medos...Aliás, a lição número um está apreendida: viver com medos não é viver. 



Dos saldos...

Desde o início da estação que acho graça a este colete. Agora, por 15.99 Euros, é capaz de ser uma boa ideia...

 

Confia



Já toda a gente deve ter visto. Eu já vi mais do que uma vez e quase que posso dizer que é lindo  mesmo se tão duro.  A verdade é que a amizade e a energia que se sente nesta partilha não deixa ninguém indiferente e faz-nos pensar no que realmente importa.

Um post honesto, ou como nem tudo o que parece é...


Nas redes sociais o mundo é sempre mais cor-de-rosa, mas gosto de ser sincera convosco e não vos quero enganar: esta que aqui escreve há quase seis anos, já foi uma pessoa mais animada...
Não pensei bem porque fiquei assim, mas o passar dos anos e as perdas foram-me transformando e não necessariamente numa pessoa que eu goste mais de ser.
Tenho saudades do meu riso despreocupado, de não ser tão ansiosa e de não passar a vida a fazer filmes. Sinto-me a falta de quando enfrentava a vida sempre com um sorriso e pensamento positivo. A verdade é que tenho plena consciência de que ando uma pessoa mais chata e sei que corro sério risco de, ser não fizer nada, me tornar numa pessoa igual à que tantas vezes critiquei ( uma pessoa negativa cheia de medo de viver).

Já pedi ajuda profissional e vou tentar, sem medicação, dar a volta. Socorro-me da força dos que me rodeiam e ando a tentar dar cabo desta ansiedade maluca que me assola e me desanima muitas vezes. Vai ter de ser. A nossa mente é poderosa (se é), mas temos de lhe mostrar quem manda. Eu sei quem sou e quem quero ser e, esta névoa que me atormenta, terá de desaparecer... A seu tempo...


Pensei bastante antes de partilhar este desabafo por aqui, mas não me sentia honesta convosco se não o partilhasse. E depois, serve para mostrar que não há vidas nem pessoas perfeitas. O meu blogue pode ser cor-de-rosa, a vida num blogue pode ser fantástica, mas a vida real tem muitas mais tonalidades do que possa aparentar...

Agradecer 2015

Assim à primeira apetece-me escrever que 2015 não foi um ano fácil, mas depois, e pensando melhor, concluo que de certeza que não há anos fáceis. Os últimos então, à medida que fui crescendo (envelhecendo?), têm-me posto à prova e tenho tentando ser uma mulher crescida e enfrentar a vida o melhor que sei. Para além disso tudo, recuso-me a deixar de agradecer o tanto amor que tenho e a sorte de ter ao meu lado a minha incansável mãe, a minha sempre disponível irmã, os meus sobrinhos, as minhas primas e um marido e uns filhos fantásticos. Sei que, mesmo que às vezes uma tristeza fugaz habite os meus olhos, sou uma sortuda.

Por tudo isso, para 2016 só quero manter os meus por perto com saúde. Amor e amizade já os sinto a cada dia. Ah, não resisto, tenho mais um desejo: que o Luís volte definitivamente para Portugal...

Para vocês que me lêem, desejo o melhor do mundo e um agradecimento enorme pela companhia e por terem torcido sempre por mim/por nós. Ah, e já agora, uma resolução de ano novo: este blogue é para manter em 2016!

Escapadinha aos Açores-parte 2

No terceiro dia conseguimos ver a famosa vista das Sete Cidades (o melhor miradouro é o da Vista do Rei), fomos também comer o famoso cozido às Furnas, vimos as caldeiras, a Lagoa lindíssima e experimentámos as piscinas da Poça da Dona Beija ( como um verdadeiro spa ao ar livre). Rimos muito e aproveitamos bem o tempo para nos deliciarmos com o que mais gostamos: estarmos juntos!


Vista do Rei






 


Poça Dona Beija (Furnas)


 Furnas




Lagoa das Furnas



Escapadinha aos Açores- parte 1

No dia a seguir ao Natal voámos até São Miguel para uma escapadinha de três noites. Comprámos as viagens em outubro na EasyJet e aproveitámos assim para conhecer um bocadinho dos Açores e para passarmos momentos a quatro que nos dão memórias felizes para suportar momentos em que estamos mais tristes por não estarmos juntos.

Praia de São Roque (pertinho de Ponta Delgada)





  Sete Cidades - primeira tentativa de ver a famosa vista das lagoas, mas chovia tanto que não dava para ver...Ficámos pela localidade e voltámos no dia seguinte...







 Vila Franca do Campo- obrigatório provar as queijadas!









Ponta Delgada










Instantes...


Um Natal muito feliz para quem passa por aqui.
O meu foi passado cá em casa com família, prendas suficientes e também com o pensamento nos que já partiram porque os lugares à mesa vão sendo menos... Não há volta a dar, à medida que o tempo passa vou dando mais valor aos que tenho por perto, sentindo saudades dos que já partiram e tentando agradecer o tanto que tenho.

Passatempo Intense OOpss!- resultado


E a vencedora é a Leonor Lopes a quem vou enviar email.
Obrigada a quem participou.